Zveiter garante vitória do Paulista

O presidente do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD), Luiz Zveiter, descartou a possibilidade de o Paulista vir a sofrer algum prejuízo por conta do erro de arbitragem na partida contra o Internacional, na noite de quinta-feira, em Jundiaí. O time de São Paulo garantiu a classificação para a quarta-de-final da Copa do Brasil após a não-validade de um gol marcado pelo Internacional, nas cobranças de pênaltis. No tempo regulamentar, o Paulista venceu por 1 a 0. Para Zveiter, o STJD só poderia acatar eventual recurso do Inter para uma nova disputa de pênaltis ou mesmo a continuação das cobranças, se o árbitro Djalma Beltrame admitisse na súmula que viu a bola entrar. Isso não ocorreu. O documento foi entregue à Confederação Brasileira de Futebol (CBF) sem nenhuma ressalva sobre o lance. A polêmica surgiu após o jogador Perdigão, da equipe gaúcha, ter convertido o pênalti - a bola chutada por ele bateu no travessão e caiu dentro do gol. No entanto, Beltrame e o assistente João Luiz Magalhães consideraram que a bola não ultrapassou totalmente a linha de gol. O árbitro esteve hoje à tarde na sede da CBF para conversar com o diretor da Comissão de Arbitragem da confederação, Armando Marques. No final do encontro, foi claro. "Para mim, a bola não entrou completamente", disse.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.