1 a 0: o placar de maior sucesso na África do Sul

A Copa da África do Sul teve a pior média de gols desde que a Fifa aumentou para 32 o número de seleções participantes do torneio, em 1998, na França. Foram marcados só 145 gols em 64 partidas, 2,26 gols por jogo - média melhor apenas que a do Mundial de 1990, com 2,21.

, O Estado de S.Paulo

30 de outubro de 2010 | 00h00

Os números contribuíram para uma das edições mais entediantes da competição. Durante todo o torneio, houve sete empates por 0 a 0, seis deles apenas na primeira fase da Copa do Mundo. Portugal saiu do Mundial com o maior número de gols marcados na etapa inicial - ao lado da Argentina, com sete -, mas também foi o recordista de empates sem gols: dois, contra o Brasil e a Costa do Marfim.

O placar mais frequente, no entanto, foi o enfadonho 1 a 0. Ocorreu 17 vezes, 13 delas na fase de grupos. Por coincidência, a Espanha foi a seleção que mais se aproveitou deste tipo de resultado: venceu todos seus jogos a partir das oitavas de final (quatro) assim, inclusive a decisão contra a Holanda

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.