1º lugar em jogo

Brasil precisa do empate para garantir a liderança do Grupo G. Portugal usa discurso ousado de que vai forte ao ataque

, O Estado de S.Paulo

25 de junho de 2010 | 00h00

O atacante Luis Fabiano e o goleiro Julio César são as grandes esperanças do Brasil    

 

DURBAN

Brasil e Portugal travam hoje, às 11 horas (de Brasília), duelo pelo primeiro lugar do Grupo G da Copa. Quem sair de campo vitorioso terá pela frente, nas oitavas de final, o segundo colocado da chave H, na qual Espanha, Chile e Suíça vão brigar mais tarde pela classificação. À seleção verde-amarela o empate basta. Os lusitanos prometem atacar, embora a igualdade também lhes sirva para assegurar passagem para a fase de mata-mata.

 

Veja também:

especial CRONOLOGIA: Copa, dia a dia

tabela TABELA - Jogos | Classificação | Simulador |

Somente uma combinação improvável de resultados poderá tirar Portugal da Copa mais cedo. Além de ser derrotado, o time de Carlos Queiroz só perde a vaga para a Costa do Marfim caso os africanos apliquem retumbante goleada sobre a Coreia do Norte.

Aquilo que poderia se transformar num confronto morno, com o Brasil já classificado e Portugal à espera de um empate, ganhou ontem nas palavras do técnico português uma nova perspectiva. Embora tenha concordado que a igualdade não é ruim, depois de muito relutar, Queiroz foi direto: "Quem joga para empatar acaba perdendo."

Com base nesse pensamento, avisou: Portugal vai, sim, procurar agredir o Brasil. Mas, como tudo tem seu contraponto, deixou claro que o fará preferencialmente sem permitir contra-ataques, arma brasileira considerada letal pelos portugueses.

Há dois motivos, contudo, a serem lamentados. O principal é a ausência de Kaká, o craque do correto e ainda pouco inspirado time brasileiro. Terá de cumprir suspensão por ter sido expulso na vitória por 3 a 1 sobre a Costa do Marfim. O outro é o estado, ruim, do gramado do Estádio Moses Mabhida, cujas arquibancadas devem receber lotação máxima para o confronto lusófono.

Se o Brasil terá de abrir mão de Kaká, Portugal não perderá a chance de levar a campo o que tem de melhor. Depois de desencantar ao marcar um gol circense, em que a bola rolou por sua nuca antes de se oferecer a seus pés, Cristiano Ronaldo tem escalação confirmada para encarar Julio Cesar, Lúcio, Juan e cia.

Milagres acontecem. No mesmo horário, a Costa do Marfim também estará em campo, em Nelspruit, para tentar golear a Coreia do Norte e contar com uma vitória brasileira para ser a segunda seleção africana a avançar. Uma missão nada confortável. A desvantagem é grande. Mas dizem que, também no futebol, milagres acontecem.

 

Ficha técnica:

Brasil x Portugal

Brasil: Julio César, Maicon, Lúcio, Juan, Michel Bastos, Gilberto Silva, Felipe Melo, Daniel Alves, Júlio Baptista, Luís Fabiano, Robinho. Técnico: Dunga

Portugal: Eduardo, Ricardo Carvalho, Miguel, Ricardo Carvalho, Bruno Alves, Fábio Coentrão, Pedro Mendes, Raúl Meireles, Tiago, Simão, Cristiano Ronaldo, Liedson. Técnico: Carlos Queiros

Horário: 11h

 

 

 

 

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.