32 clubes atrás da glória suprema na Europa

Competição dá largada hoje com grandes craques em novas camisas: times da Espanha, Inglaterra e Itália protagonizam disputa pelo troféu

MADRI, O Estadao de S.Paulo

15 de setembro de 2009 | 00h00

Oito meses, 32 clubes de 18 países, milhões de torcedores. A competição de clubes mais charmosa, rica e disputada do planeta tem hoje seu pontapé inicial. Até o dia 22 de maio, no Santiago Bernabéu, as grandes equipes do continente europeu disputam a 55ª edição da Champions League. Será um desfile de cores, como o branco do Real Madrid e Sevilla, o vermelho de Milan, Arsenal, Liverpool, Manchester United e Bayern de Munique, o azul de Internazionale e Chelsea, o grená do Barcelona e o alvinegro da Juventus. Todos eles bastante reforçados com o verde amarelo dos jogadores brasileiros, presentes em 29 times.

Acompanhe online todos os jogos desta terça, a partir das 15h45

Serão nada menos de 78 jogadores canarinhos (entre eles os naturalizados Deco, Pepe, Eduardo da Silva e Amauri) na tentativa de encantar o mundo. Alguns ainda são desconhecidos, como Hulk, do Porto, Ederson, do Lyon, ou Vinícius, do Debrecen. A maioria, contudo, carrega a fama de defender ou já ter defendido a camisa da seleção nacional, detém salário milionário e é aposta para erguer a taça mais cobiçada do futebol do Velho Continente: Kaká, no Real Madrid, Diego, na Juventus, Ronaldinho, no Milan, Julio Cesar, na Internazionale, Luís Fabiano, no Sevilla. Todos são candidatos a estrela do torneio.Assim como o português Cristiano Ronaldo, eleito o melhor da temporada passada, o argentino Messi, o sueco Ibrahimovic e o camaronês Eto"o...

Dos 32 clubes classificados para a competição, oito sentirão o gostinho de, pela primeira vez, ter seu nome entre as potências: Zurich, Wolfsburg, Apoel Nicosia, Debrecen, Standard Liege, Rubin Kazan, AZ Alkmaar e Urinea. Terão, até o dia 9 de dezembro, chance para espantar a fama de azarões e de comprovar que podem ir além da primeira fase. Um triunfo para quem não tem investimento tão alto ou jogadores de ponta.

Mas não há como negar. Todos estarão de olho na nova edição galáctica do Real Madrid, com mais de R$ 600 milhões de investimentos em contratações, como Cristiano Ronaldo, Kaká e Diarra. Ciente de que a final será em casa, a aposta é no 10º título - caiu nas oitavas nos últimos cinco anos.

Hoje, o primeiro teste será o campeão suíço Zurich, fora de casa. "Este ano, pela final ser no Santiago Bernabéu, dá ao Real maior responsabilidade e tensão em conseguir o título. Mas não será fácil, pois existem equipes muito boas. Porém, esperamos largar com boa atuação", disse o técnico Manuel Pellegrini.

A equipe é a favorita na Chave C, na qual ainda tem Olympique de Marselha e Milan, que também se enfrentam esta tarde, na França.

Dos candidatos ao título, outros quatro jogam hoje. A Juventus recebe o Bordeaux e o Bayern de Munique visita o Maccabi Haifa, no Grupo A. O Manchester United, vice-campeão em 2008, visita o Besiktas pelo B, e na Chave D, o Chelsea pega o Porto.

Amanhã é a vez de ver o campeão Barcelona, logo de cara contra a Internazionale. Façam suas apostas.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.