6 Horas de SP terá eventos paralelos

Uma programação de eventos paralelos vai garantir diversão além das pistas para o público das 6 Horas de São Paulo, prova do primeiro Campeonato Mundial de Endurance que será realizada no sábado, a partir das 12 horas, em Interlagos.

O Estado de S.Paulo

12 de setembro de 2012 | 03h03

Além da disputa em si, que terá modelos Audi, Toyota, Ferrari e de várias outras montadoras, uma área de entretenimento foi montada dentro do autódromo e já poderá ser utilizada a partir de amanhã, quando começam os treinos livres. Para manter o "espírito" das 24 horas de Le Mans, a mais antiga disputa de longa duração do automobilismo, até a tradicional roda gigante à beira do circuito francês será montada em Interlagos.

"Essa não é uma corrida só para os fãs, mas para se levar toda a família. A intenção não é a de ficar só sentado, vendo a prova", afirmou Emerson Fittipaldi, bicampeão de Fórmula 1 e promotor do evento. "O conceito é diferente da F-1", diz Gerard Neveu, CEO da Federação Internacional de Automobilismo (FIA) para o torneio. "Queremos trazer muita gente com a família, para muito divertimento e sem alto custo." Os ingressos custam de R$ 70 a R$ 180, com meia-entrada, e são válidos para os quatro dias (quinta a domingo) e dão direito a visitas no paddock.

Além de um local apenas para as crianças, Interlagos receberá exposições de carros clássicos, motos e caminhões, além de uma coleção de modelos Chevrolet pilotados por Fittipaldi, cujo primeiro título mundial da F-1 acabou de completar 40 anos na segunda-feira.

Interlagos é a 5.ª etapa do Mundial de Endurance, criado pela FIA para retomar as tradicionais provas de marcas, utilizadas como laboratório pelas montadoras para o desenvolvimento de novas tecnologias. A chegada em São Paulo marca o início da fase internacional da competição, que deixou provas nos EUA e na Europa para chegar ao Japão, ao Bahrein e à China.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.