'A Espanha é uma referência'

Técnico italiano mostra admiração pelo adversário de amanhã, mas acredita que seu time pode surpreender

O Estado de S.Paulo

30 de junho de 2012 | 03h06

VARSÓVIA  O técnico italiano Cesare Prandelli afirmou nesta sexta que a Espanha, sua rival na final de amanhã da Eurocopa, "é uma referência" em muitos aspectos, mas destacou que sua equipe, apontada com surpresa nesta final, vem em crescimento. Um dia depois de eliminar a favorita Alemanha na semifinal, Prandelli disse que espera que sua equipe possa render mais do que no último confronto com a Espanha, ainda na primeira fase da competição, quando empatou por 1 a 1 mas sofreu uma pressão grande.

"Espero poder preparar melhor a equipe para esta partida. Mas sei que não será fácil, afinal, eles são campeões do mundo e da Europa e agora estão em uma nova final. Isso confirma que eles não têm apenas bons valores técnicos, mas também um time com caráter. São uma referência em vários aspectos", disse Prandelli. "Contra eles, temos de jogar com nossos ideais e com qualidade, é a única forma de ter sucesso."

Já o técnico espanhol Vicente Del Bosque, sempre muito elogiado pelos adversários e muito criticado pelos espanhóis, preferiu enaltecer a convicção no trabalho que faz. "Tudo que quero é manter um estilo de futebol que nos empolga e que pode nos levar a fazer história. Conseguimos até aqui algo que nos deixa orgulhosos, mas sabemos que podemos conseguir mais nesta final."

GRANDES GOLEIROS

Além do duelo entre duas equipes tradicionais, com muita história no futebol, a final deste domingo terá ainda o confronto entre o espanhol Iker Casillas, capitão da seleção, e o italiano Gianluigi Buffon. Para Casillas, de 31 anos. Buffon, de 34, é "uma referência" e contou que, quando começou, queria se "parecer com ele".

"Buffon tem minha admiração e meu respeito. É um goleiro excepcional que, com 34 anos, está à altura dos melhores do mundo. Para alguns mais jovens ele é uma referência e tem nos impulsionado. Temos uma ótima relação e sempre que nos encontramos é um prazer."

Casillas também comentou sobre sua equipe. "Somos referência no mundo e esperamos que isso dure por muito tempo. Uma hora chegará uma seleção que dominará as outras, mas, neste momento, somos o rival a ser batido."

Tudo o que sabemos sobre:
Eurocopa 2012Eurocopa

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.