À espera de um milagre

A falta de um bom orçamento para o desenvolvimento do carro freou o avanço da Williams no campeonato de 2008. Mesmo assim, a equipe inglesa fez sua melhor temporada desde 2005, com a conquista de dois pódios e a façanha de liderar uma corrida (Cingapura). Algo raro nos últimos anos para um dos times mais vitoriosos da história da Fórmula 1.Para 2009, a manutenção da dupla de titulares e as mudanças radicais no regulamento alimentam as esperanças do grupo reviver dias de glória na competição. SEM ERROSEm constante evolução, Nico Rosberg foi responsável pelos melhores resultados da Williams em 2008. Quando pôde andar na frente, em Cingapura, demonstrou competência e não cometeu erros. Seu ponto negativo foi ficar sem pontuar durante seis corridas, do GP de Mônaco ao da Hungria.LIVRE DA SINAPor sorte, Kazuki Nakajima não seguiu na Fórmula 1 a mesma sina de seu pai, Satoru, apontado como ?barbeiro?. Em sua estréia na categoria, Kazuki conseguiu pontuar e fez tempos sempre próximos aos de Rosberg. Isto, e o apoio da Toyota, fizeram com que ele garantisse lugar na equipe em 2009.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.