A esperada reedição da final está esvaziada

Corinthians e Inter desfigurados 50 dias após decisão da Copa do Brasil

Fábio Hecico, O Estadao de S.Paulo

19 de agosto de 2009 | 00h00

Há 50 dias, Internacional e Corinthians disputavam, no Beira-Rio, o título da Copa do Brasil. Empate por 2 a 2 e os paulistas ergueram a taça. Às 21h50, no mesmo palco, os times voltam a se enfrentar hoje, pelo Brasileiro. Apesar da proximidade daquela decisão, o duelo será marcado pelas radicais mudanças a que os times foram submetidos. Serão só sete titulares remanescentes daquele jogo. Leia mais notícias dos clubes no canal do Campeonato BrasileiroPelo Corinthians, Chicão, Elias, Jorge Henrique e Dentinho começaram a decisão e hoje estão escalados. Do lado do Inter, apenas Lauro, Bolívar e Guiñazu. Jean, hoje substituto de William, machucado, entrou no fim naquele jogo, enquanto Alecsandro e Andrezinho, substitutos de Nilmar e D?Alessandro, respectivamente, esta noite, também saíram do banco para jogarem na segunda etapa naquele frio 1º de julho.Com tantos desfalques, o clima de revanche até foi deixado de lado pelos gaúchos. Virou "confronto da superação"."Não existe um clima de revanchismo. Será um jogo importante, diante de um grande adversário e no qual teremos a chance de entrar de vez na briga do título se vencermos", afirmou o vice de futebol Fernando Carvalho, agora evitando ambiente hostil. Na final da Copa do Brasil o dirigente acirrou os ânimos ao mostrar um DVD com possíveis erros de arbitragem a favor do Corinthians. Agora, a ordem é pregar respeito. De ambos os lados.Dentro de campo, o torcedor verá várias caras novas. O corintiano, por exemplo, será apresentado ao goleiro Rafael Santos. O garoto da base será o substituto de Felipe, machucado. Um surpresa do técnico Mano Menezes, já que Júlio César é o substituto e sempre fica na reserva.Rafael Santos, de 20 anos e 1,89 m, é considerado no clube uma das maiores revelações e o futuro camisa 1 do time. A ponto de a diretoria ter desistido de ir atrás do goleiro Dida, do Milan, para o ano do centenário. Detalhe: não será a primeira vez que o jovem defende o clube. Poucos se lembram, mas ele atuou na despedida da Série B, em Natal, diante do América (derrota por 2 a 0)."Já estávamos pensando em usar o Rafael faz algum tempo", revelou Mano. Mas a lesão do tornozelo de Felipe pode tirá-lo, ainda, do jogo contra o Botafogo, domingo. E aí entraria Júlio César.O Corinthians também não terá William, Alessandro, Souza e Edu, machucados, além de Boquita, na seleção sub-20. Paulo André pode fazer sua estreia.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.