Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Estadão Digital
Apenas R$99,90/ano
APENAS R$99,90/ANO APROVEITE
Imagem Antero Greco
Colunista
Antero Greco
Conteúdo Exclusivo para Assinante

A força do San-São

Quando São Paulo e Santos se encontram, costuma dar jogo bom. Sei lá se é fantasia que vem da infância, mas o clássico chama a atenção e impõe respeito. Talvez seja pelo fato de que, muitas décadas atrás, tenha sido batizado de San-São, referência ao herói bíblico que tinha força descomunal.

Antero Greco, O Estado de S.Paulo

24 de agosto de 2014 | 02h01

Bela sacada do gênio de Thomas Mazzoni, famoso redator de A Gazeta Esportiva, na época em que jornais e cronistas davam apelidos para times, confrontos e atletas - e ninguém ficava melindrado por causa disso. Não se falava em "falta de respeito com a instituição". A vida, como a escola, era risonha e franca.

Houve episódios extraordinários desse encontro de poderosos. Teve um San-São, disputado nas dobradas de 1963, que deu a maior confusão, e terminou antes da hora. O Santos, com timaço de botar no bolso os esquadrões de hoje, recebeu o São Paulo no Pacaembu e achou que iria estraçalhar. Engano que custou caro. Antes do intervalo, a vantagem tricolor era de 3 a 1. Pelé e Coutinho, a dupla infernal, se irritaram com o juiz Armando Marques, meteram a boca e foram mandados pro chuveiro. No gesto, no grito, pois não havia cartão vermelho.

Pra se livrar da enrascada, no intervalo o técnico Lula deixou o zagueiro Aparecido no vestiário, sob a alegação de que se machucara. Como não se permitiam substituições, o Peixe ficou com 8 em campo. Mal foi dada a saída, Pepe também caiu no gramado e saiu carregado. Em seguida, o ex-santista Pagão marcou o quarto. Não deu outra: um minuto depois, Dorval vai ao solo, ai ai ai, e é levado na maca. Com seis, não dava para continuar, pois contrariava a regra. Armandinho encerrou a partida.

Hoje tem São Paulo x Santos, no Morumbi. Os tempos são outros, não se tem notícia de cai-cai como artimanha para driblar saias-justas e vexames. Coisa antiga, pega muito mal, sobretudo com patrocinadores e com tevês.

Nem por isso a temperatura diminui. Neste domingo, está em disputa a afirmação de ambos os lados. O São Paulo tem 29 pontos, no meio da semana entrou no bloco principal e parece ter encontrado o rumo. Falta-lhe aumentar a sequência de bons resultados para referendar a condição de candidato ao título. O Santos, com 23, chegou ao momento de definição: ou ganha e diminui diferença para a turma de cima, ou corre o risco de virar o turno como concorrente ao prêmio de consolação de eventual vaga na Sul-Americana ou coisa que o valha. Enfim, pode tornar-se coadjuvante antes do tempo.

Osvaldo de Oliveira quebra a cabeça para achar a fórmula ideal de eficiência, em especial para o ataque, já que Tiago Ribeiro e Leandro Damião oscilam. Bom sinal foram os gols que marcaram diante do Atlético-PR no meio da semana. Precisam de regularidade. O baque ficou para a contusão de Robinho, recém-chegado, já a dar as cartas no time e fora de combate. O Santos tem de mostrar logo o que pretende.

Muricy aparentemente percebeu como ajustar o sistema defensivo, após o fiasco contra o Bragantino, na eliminação na Copa do Brasil. Diante de Palmeiras e Inter o setor funcionou. Melhorou também o desempenho de Pato, agora titular com assiduidade. E se destaca o futebol refinado de Ganso, com o requinte do gol em Porto Alegre. Sempre fica a torcida pelo meia. A propósito, como ex-santista que saiu aborrecido da Vila, repetirá o Pagão de tantos anos atrás? Quem sabe? Não deixa de ser atração adicional.

Por falar em ex... Gaúchos e ex-técnicos da seleção, Felipão e Mano Menezes se reencontram em Porto Alegre, com as equipes em situação distinta. O Grêmio patina no meio da tabela, com 22 pontos está à beira de abandonar pretensões mais ousadas na Série A. O Corinthians, com 31, trata de não desgrudar de Cruzeiro e Inter. No meio da semana, lavou a égua com 5 a 2 no Goiás e percebeu que ser ousado muitas vezes compensa. Repetirá a dose (de atrevimento) contra o Grêmio ou jogará por empate? Resposta no fim da tarde.

Tudo o que sabemos sobre:
Antero Greco

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.