A palavra dos técnicos

Mano Menezestécnico do Corinthians"Procuro não perder o ponto da análise, mas acho que os outros são exigentes demais com a gente, falam que o Corinthians não joga brilhantemente. É assim mesmo. O São Paulo foi campeão brasileiro (ano passado) e só começou a receber elogio em setembro ou outubro.Até então só levava pau. Eu gosto é de ganhar. Se der pra ser bonito, melhor. Mas eu quero é ganhar. E agora somos o único grande que ganhou um clássico."Vágner Mancinitécnico do Santos"Se eu fosse jogar de novo agora contra o Corinthians, entraria da mesma forma (formação ofensiva, com três atacantes no time titular). No segundo tempo a equipe teve uma postura diferente. Nós melhoramos bastante. Apesar de não ter funcionado como eu queria, pretendo manter os três atacantes (Neymar, Kléber Pereira e Roni) nos próximos jogos do Campeonato Paulista. Gosto desse esquema. Volto a utilizá-lo, sim."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.