A sorte deu uma força para Daniel Serra

A vitória caiu em seu colo depois que o líder Allam Khodair perdeu posições por causa de um pneu furado

CURITIBA, O Estado de S.Paulo

18 de março de 2013 | 02h07

O piloto certo, na hora certa, no lugar certo. Foi assim que Daniel Serra, da equipe Red Bull, venceu ontem a segunda etapa da Stock Car e assumiu a liderança do campeonato. A prova foi a primeira do ano com as novas regras de reabastecimento que obrigam os pilotos a colocar combustível nos veículos entre a 10ª e a 16ª volta.

Serra contou com uma boa dose de sorte, porque ao longo da corrida não foi o piloto mais rápido. A vitória estava nas mãos de Allam Khodair, da SER-Glass Vogel, mas nas últimas voltas um dos pneus do carro do "japonês voador" estourou e ele acabou em 18º lugar.

"Tem de ter sorte, oportunidade que aparece na hora certa. Uma pena para o Khodair, mas foi bom para mim. Pude aproveitar o acerto da nossa equipe, que fez o pneu aguentar a corrida toda", disse Serra. "Esta é uma pista de que gosto bastante e para a qual a nossa equipe tem uma receita muito boa. Batemos na porta durante o final de semana e conquistamos a vitória."

Com o resultado, o piloto da Red Bull também assumiu a liderança do campeonato com 41 pontos, contra 40 de seu companheiro de equipe, Cacá Bueno, que chegou em quinto. A segunda posição na corrida ficou para Ricardo Maurício, da Eurofarma RC, seguido de Thiago Camilo, da Ipiranga-RCM. Ricardo Maurício é o terceiro colocado no campeonato.

Para Khodair só restou lamentar. "A corrida era nossa. Nós ainda estamos averiguando o que aconteceu. Uma das possibilidades que estamos estudando é que o estouro foi causado pelos toques, normais, de corrida, que troquei com o Daniel Serra no início da prova."

Ricardo Maurício acredita que o melhor resultado escapou por causa de um erro no reabastecimento. "Vamos rever esses cálculos."

Camilo, em oitavo na classificação geral com o pódio de ontem, já se cobrava para a próxima corrida.

"Tarumã tem a característica de ter um asfalto abrasivo e desgastar muito os pneus. Todos conhecemos lá e vamos trabalhar para buscar o melhor acerto possível. Gosto da pista, que é bem veloz, e ganhei lá no ano passado. Tenho de brigar para pontuar o máximo possível."

A próxima prova será no dia 28 de abril.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.