Andy Rain/EFE
Andy Rain/EFE

A vez de Roger Federer nos Jogos Olímpicos de Londres

Tenista lamenta a ausência do rival e amigo Rafael Nadal e aponta o britânico Andy Murray como favorito

Amanda Romanelli, Wilson Baldini Jr. e Paulo Favero - Enviados especiais, O Estado de S. Paulo

27 de julho de 2012 | 06h16

LONDRES - Simpático, elegante e simples. Foi desta forma que o tenista suíço Roger Federer falou pela primeira vez nos Jogos Olímpicos de Londres. Diante de uma sala de conferências abarrotada de jornalistas, o número 1 do mundo lamentou a ausência do rival e amigo espanhol Rafael Nadal, apontou o britânico Andy Murray como favorito à medalha de ouro, mas afirmou estar confiante em sua quarta participação olimpíadas por ter vencido o Torneio de Wimbledon.

Federer disse que a Olimpíada é uma competição totalmente diferente das demais, inclusive dos torneios de Grand Slam. "Só ocorre de quatro em quatro anos. Há muita pressão e muito entusiasmo de todos para jogar bem. É um clima incrível e a sensação indescritível." O convívio com os demais atletas na Vila Olímpica foi destacado por Federer, que revelou seu desejo de assistir a algumas partidas de basquete, vôlei, além de provas de atletismo. "O problema é que a agenda nos Jogos é muito intensa." Perguntado sobre qual esporte gostaria de jogar, se não fosse tenista, o astro cometeu um erro, mas não se abalou. "Eu gostaria de jogar futebol. É a primeira vez que está na Olimpíada, não?"

Federer comparou sua presença em Londres com a de 2004 em Atenas. "Era o favorito, tinha vencido Wimbledon e era o primeiro do ranking. Muito parecido com agora, mas o desempenho de todos nós jogadores é diferente neste momento e comparações não devem ser feitas." O suíço não descarta a possibilidade de disputar os Jogos do Rio, em 2016. "A mente quer seguir jogando, mas vamos ver como o corpo reage", afirmou o atleta, que completa 31 anos dia 8.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.