Abaixo-assinado para Herrera ficar no Parque

Torcida entrega hoje à diretoria cerca de 3 mil assinaturas

, O Estadao de S.Paulo

26 de dezembro de 2008 | 00h00

Alegria de uns, tristeza de outros. Como em todos os fins de temporada, muitos jogadores deixam de estar nos planos e não renovam contrato. Ou ganham a "liberdade para negociar com outros times". Hoje, o corintiano certamente notará a ausência de algumas peças que defenderam a equipe em 2008. A lista de dispensa não foi divulgada no Parque São Jorge, mas quem não estiver nos planos só passará no clube, hoje, para pegar suas coisas.O zagueiro Fábio Ferreira é quem puxou a fila. Já acertou com o Grêmio e nem deve aparecer para se despedir dos antigos companheiros. Bebeto, Alves, Perdigão, Marcel e Rafinha já foram informados de que não fazem parte dos planos do técnico Mano Menezes. Dênis também deve sair. Otacílio Neto, Eduardo Ramos e Marcelo Oliveira, com contratos longos, devem ser emprestados. Carlos Alberto, Eduardo Ramos e Acosta também correm risco de serem dispensados.NOVELA NO FIM?Os olhares, porém, estarão destinados ao argentino Herrera. O jogador, magoado com os dirigentes do Corinthians, segue sem saber se o clube o contratará em definitivo do Gimnasia y Esgrima. A dúvida é se aparecerá no Parque São Jorge.Uma coisa é certa. Sua permanência só se confirmará caso o Corinthians pague os US$ 2,4 milhões que o time de La Plata exige. Outro empréstimo está descartado pelos argentinos.Um abaixo-assinado deve ser entregue aos dirigentes nesta tarde. Nele constarão mais de 3 mil assinaturas de torcedores pedindo que o atacante siga no clube em 2009. O espírito guerreiro de Herrera cativou os corintianos, que viveram amor intenso pelo camisa 17, dono de uma das camisas mais vendidas no clube em 2008. "Também temos interesse na permanência do Herrera", garante o vice-presidente de futebol Mário Gobbi. Será?

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.