Abertura da Diamond League tem recorde no dardo e Powell mais rápido que Gatlin

Maior destaque desta etapa de abertura foi o alemão Thomas Röhler

Estadao Conteudo

05 de maio de 2017 | 19h34

A abertura da Diamond League, nesta sexta-feira, foi marcada por uma grande marca no lançamento de dardos e pela participação dos astros velocistas na tradicional prova dos 100 metros, em Doha, no Catar. O sul-africano Akani Simbine levou a melhor sobre o jamaicano Asafa Powell e sobre o norte-americano Justin Gatlin.

O maior destaque desta etapa de abertura foi o alemão Thomas Röhler, que anotou a melhor marca do lançamento de dardo em 20 anos. O atleta de 25 anos bateu o recorde do campeonato e obteve a melhor marca do ano ao lançar 93,90 metros, tornando-se o segundo melhor da história na prova.

Somente o checo Jan Zelezný lançou mais longe que o alemão. Na década de 90, ele registrou as cinco melhores marcas da prova, incluindo o recorde mundial, obtido em 1996: 98,48 metros. Röhler faturou a medalha de ouro no lançamento de dardo nos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro.

Nos 100 metros, Simbine anotou o tempo de 9s99, acima do 9s92 que já registrou neste ano. Nesta sexta, o corredor de 23 anos foi o único a correr abaixo da marca de 10 segundos. Asafa Powell chegou em segundo lugar, com 10s08, enquanto Justin Gatlin obteve somente o quarto tempo, com 10s14. O terceiro colocado foi o nigeriano Femi Ogunode, com 10s13.

Em outra prova envolvendo celebridades do atletismo, a sul-africana Caster Semenya superou com facilidade a etíope Genzebe Dibaba e venceu os 800 metros. Semenya, bicampeã olímpica, marcou 1min56s61 e manteve a invencibilidade que mantém desde o ano passado. O segundo lugar ficou com a queniana Margaret Nyairera, medalha de bronze no Rio-2016, com 1min57s03.

Dibaba, por sua vez, terminou somente na quinta colocação, com 1min59s37. A corredora, que é a atual campeã mundial nos 1.500 metros, decidiu trocar de prova neste ano, concentrando-se na disputa dos 800 metros.

Nos 200 metros, a jamaicana Elaine Thompson bateu a holandesa Dafne Schippers no duelo que reuniu a campeão olímpica contra a campeã mundial. Thompson levou a melhor ao anotar o tempo de 22s19. Schippers registrou 22s45. O terceiro lugar ficou com a marfinense Marie Josee Ta Lou, com 22s77.


Na prova dos 100 metros com barreiras, a norte-americana Kendra Harrison faturou a vitória, com 12s59. A dona do recorde mundial, que não participou da Olimpíada, deixou para trás a alemã Cindy Roleder, que anotou 12s90.


No masculino, nos 400 metros, LaShawn Merritt foi superado por Steven Gardiner. O atleta do Bahrein venceu com 44s60, contra 44s78 do rival norte-americano. Tony McQuay, também dos Estados Unidos, completou o pódio, com 44s92.


A próxima etapa da Diamond League, a competição anual mais prestigiada do atletismo da atualidade, será disputada em Xangai, no dia 13 deste mês.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.