Abertura dos portões atrasa e irrita torcida na Indy

O trânsito não foi o principal problema enfrentado pelos torcedores que foram na manhã deste domingo ao circuito do Anhembi, onde acontece a etapa de São Paulo da Fórmula Indy. Como a abertura dos portões atrasou, longas filas se formaram na entrada dos principais setores da pista, causando irritação do público.

LEANDRO SILVEIRA, Agencia Estado

14 de março de 2010 | 08h38

Os portões estavam previstos para serem abertos às 7 horas, mas isso não ocorreu, de acordo com os organizadores, por conta da falta de seguranças internos. Assim, a maioria dos acessos foi aberta apenas após 7h45, o que causou a revolta dos torcedores que se concentravam na região do Anhembi.

A irritação é maior porque o treino de classificação, que deveria ter acontecido na tarde de sábado, será realizado apenas na manhã deste domingo - o adiamento foi causado por problemas na pista. E todos queriam entrar no circuito para poder ver a sessão que definirá o grid da prova.

Apesar da dificuldade para entrar, o movimento é grande no circuito do Anhembi. E a expectativa é de que o local esteja lotado para a corrida deste domingo - a largada é às 13 horas -, já que mais 90% dos ingressos foram vendidos antecipadamente.

Apesar do grande fluxo de torcedores, o trânsito é bom e sem congestionamento na proximidade do circuito de rua de São Paulo. Mesmo assim, a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) mantém a recomendação de que as pessoas utilizem o transporte público para chegar ao Anhembi.

Tudo o que sabemos sobre:
Fórmula IndyAnhembi

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.