Absolvição de Fabiane gera polêmica

A Confederação Brasileira de Atletismo resolveu contra-atacar. Depois da chuva de críticas recebidas por causa da absolvição da atleta Fabiane do Santos no julgamento sobre seu caso de doping, a CBAt está defendendo seu Tribunal de Justiça. Na segunda-feira à noite, o STJ da CBAt tomou uma decisão polêmica ao liberar a meio-fundista que pela segunda vez havia sido pega em exame antidoping ? desta vez no Troféu Brasil do ano passado ?, com taxa além do limite tolerado do hormônio masculino testosterona, estabelecido na legislação internacional como 4 nanogramas por mililitro de sangue. Na primeira mostra de Fabiane, o nível era de 25 nanogramas. Leia mais no Jornal da Tarde

Agencia Estado,

14 Março 2002 | 09h52

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.