Acesso ao Castelão é tranquilo para Espanha x Nigéria

Ambulantes transitam livremente na área de isolamento

FERNANDO FARO - Enviado especial, Agência Estado

23 de junho de 2013 | 14h25

FORTALEZA - Cerca de duas horas antes da bola rolar para Espanha e Nigéria, o clima no entorno do Castelão é de muita tranquilidade e os torcedores chegam ao estádio sem maiores problemas. A reportagem caminhou no entorno e não encontrou maiores problemas para quem vem acompanhar o jogo, válido pela última rodada do Grupo B da Copa das Confederações.

O acesso pela avenida Alberto Craveiro, palco das manifestações que terminaram em confronto com a Polícia Militar antes da partida do Brasil contra o México na última quarta-feira, foi limitado a cerca de 4 quilômetros do estádio e só quem estava a pé poderia passar. A reportagem, no entanto, flagrou o governador Cid Gomes e sua comitiva de cerca de cinco carros recebendo aval para passar.

Apesar de proibidos pela Fifa, os vendedores ambulantes transitam livremente na área de isolamento (destinada apenas a quem tem ingressos) e vendem de sorvetes a bebidas sem serem importunados pela PM, que não os retira do local. Uma água, por exemplo, custa R$2 em média na mão dos ambulantes contra os R$6 cobrados pela Fifa no Castelão.

Muitas pessoas transitam com camisas da Espanha e alguns poucos até aqui afirmaram que irão torcer pela Nigéria. A equipe africana precisa da vitória para chegar aos seis pontos e definir a vaga no saldo de gols com o Uruguai, que encara o fraco Taiti em Recife e não deve ter dificuldades para vencer. Os nigerianos levam a melhor no saldo, primeiro critério de desempate, por 4 a 0.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.