Acidente de velocistas foi fabricado

Os resultados preliminares da investigação que está sendo conduzida pela Promotoria grega sobre o caso envolvendo os velocistas gregos Kostas Kenteris e Ekaterini Thanou mostram que o acidente de moto em que os dois dizem ter se ferido foi fabricado.Segundo uma fonte da Promotoria, o acidente nunca aconteceu, mas foi provocado voluntariamente pelos dois atletas. As duas testemunhas apresentadas por Kenteris e Thanou, um dos quais os teria ajudado a levantar-se e os levado ao hospital, não são confiáveis. O acidente, na versão dos atletas, teria ocorrido na noite de quinta-feira passada - algumas depois de eles terem se apresentado para um controle antidoping.Na quarta-feira, um dia depois de terem deixado o hospital, Kenteris e Thanou anunciaram que estavam fora dos Jogos. O campeão olímpico dos 200m rasos disse que iria demitir seu treinador e Thanou pediu desculpas ao povo grego. O Comitê Olímpico Internacional passou o caso para a Federação Internacional de Atletismo decidir.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.