Acordo com Barça fez time de Madri aumentar oferta

A reviravolta na negociação de Neymar aconteceu quando o Estado revelou, na edição do último dia 4, que o Barcelona havia contratado o jogador por R$ 139, 8 milhões. O acordo estava fechado entre o Santos e o clube catalão e seria sacramentado no dia 5 com a assinatura do atleta e das partes envolvidas. Com a publicação da informação, o Real Madrid agiu rapidamente nos bastidores pedindo ao Santos para não assinar a transferência.

O Estado de S.Paulo

20 de setembro de 2011 | 06h04

O clube espanhol, que tentava contratar Neymar desde meados de maio, fez uma nova oferta, dessa vez bem mais vantajosa ao jogador e ao Santos. E com valores acima da proposta do Barça.

A nova investida do Real obrigou o clube brasileiro a paralisar a negociação com o Barcelona, que havia despachado ao Brasil dois de seus principais dirigentes para concluir a transação.

Outra estratégia do Real foi conversar diretamente com Neymar e seu staff - o Barça havia negociado apenas com o Santos. Florentino Perez, presidente do Real Madrid, e José Mourinho, treinador do time, falaram diretamente com o craque.

Depois de convencer o jogador e seus assessores, o clube espanhol concluiu a negociação com o Santos na semana passada. E na sexta-feira despachou para São Paulo, Carlos Diez, médico-chefe do Real, para acompanhar o "exame pré-Uefa" em Neymar, como revelou o Estado domingo. Com os exames concluídos, falta apenas a assinatura do contrato.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.