Acumulamos erros

O Brasil perdeu uma grande oportunidade de ganhar da Rússia. O nível da seleção russa está bem inferior ao que vimos nos últimos anos - vem caindo em relação ao time que foi vice-campeão mundial aqui no Brasil. Está certo que não tem nada perdido, porque a Austrália também não está em bom momento - perdeu sua melhor jogadora, a Penny Taylor, e não está no nível que estamos habituados a ver. A outra chave, exceção dos EUA, é formada por equipes plenamente vencíveis, mas estamos devendo. Há uma instabilidade. As jogadoras estão fazendo o possível, mas, às vezes, o problema chega a este nível por situações que poderiam ser anteriormente evitadas. O basquete está numa fase regular em nível técnico o que seria uma chance para a gente avançar. Infelizmente, acumulamos erros. Não existe, em quatro anos, termos quatro técnicos passando pela seleção.

Análise: Antônio Carlos Barbosa, EX-TREINADOR DA SELEÇÃO FEMININA DE BASQUETE, O Estado de S.Paulo

31 de julho de 2012 | 03h04

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.