Acusado de agredir sua mulher, Jobson deixa delegacia

O jogador Jobson, do São Caetano, deixou a Delegacia de São Caetano do Sul, depois de passar a madrugada desta terça-feira prestando depoimento à polícia. O atacante foi acusado de agressão pela mulher, Thayne Bárbara. Com um corte no braço, ele foi direto do local para um hospital da cidade do ABC paulista.

AE, Agência Estado

12 de março de 2013 | 12h28

O advogado do atacante, Paulo Ramalho, afirmou que o corte no braço do atacante foi causado por um escorregão perto da piscina. Já Thayne Bárbara conta que o atleta se feriu quando tentou arrombar a porta do quarto onde ela se escondeu com o filho.

Segundo noticiou a Rádio CBN, a informação repassada pela polícia foi de que Jobson tinha chegado em casa com dois amigos com uma atitude agressiva. Ele teria jogado a mulher na cama e lhe puxado o cabelo. A polícia foi acionada quase às 2 horas desta terça.

Emprestado pelo Botafogo, clube que chegou a acolher o atacante pela segunda vez após o jogador ser suspenso por uso de cocaína e se envolver em outras polêmicas, Jobson acabou ficando de fora do treino que o elenco do São Caetano fez na manhã desta terça-feira, quando o time iniciou a preparação para o confronto de domingo, contra o Palmeiras, às 16 horas, no Estádio Anacleto Campanella, pela 12.ª rodada do Campeonato Paulista. O time do ABC está na lanterna da competição, com apenas cinco pontos ganhos.

Tudo o que sabemos sobre:
futeboolSão CaetanoJobson

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.