Adilson ganha 'reforços' para o meio de campo

Cada jogo do Corinthians é um sofrimento para o técnico Adilson Batista escalar o meio-campo. Por suspensão ou por contusão, sempre tem dificuldades para formar o setor considerado o mais eficiente da equipe e um dos melhores do País. O sofrimento do treinador chega ao fim para o duelo com o Internacional, domingo. Ralf está liberado pelos médicos, treinou ontem pela primeira vez com bola, Paulinho cumpriu suspensão e está de volta. Ou seja, agora sobram opções para desafiar os gaúchos.

, O Estado de S.Paulo

24 de setembro de 2010 | 00h00

"Estamos muito bem entrosados, um sabe o que o outro precisa. Nosso meio vem fazendo a diferença", não esconde Jucilei, destaque do time nos últimos jogos. Elias concorda. "Estamos indo muito bem e espero jogar ao lado do Jucilei na seleção. Ele é fantástico, muito tranquilo, e vem fazendo a diferença."

Já Ralf virou uma espécie de cão de guarda dos zagueiros. É ele quem garante proteção à zaga e auxilia na saída de bola. Com sua volta, os gols bobos que o time vem sofrendo tendem a diminuir. Resta saber se Adilson já o utilizará no Sul. Com entorse no tornozelo esquerdo fez apenas um trabalho leve com bola. Hoje, no treino tático, sai a definição.

Paulinho, Moacir, Boquita e Danilo, todos vindos do banco, arrancaram elogios e viraram opções para Adilson. Sempre que o técnico precisa, um deles surge como surpresa. "Estamos, agora com boas opções. O Boquita foi bem na hora que precisamos, o Moacir deu conta do recado no clássico e o Paulinho entrou bem diante do Flu", admitiu Elias.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.