Adolescente japonês rouba a cena no Aberto dos EUA

Kei Nishikori eliminou o espanhol Davi Ferrer sem dó e surpreende ao chegar às quartas-de-final

STEVE GINSBURG, REUTERS

31 de agosto de 2008 | 17h42

O azarão japonês Kei Nishikori roubou o show em mais um dia de surpresas no Aberto dos EUA no sábado, enquanto as irmãs Venus e Serena Williams se encaminharam para um confronto nas quartas-de-final em Flushing Meadows. O quarto cabeça-de-chave David Ferrer foi reduzido a pó na derrota por 6-4, 6-4, 3-6, 2-6 e 7-5 para o japonês Nishikor, este em desempenho inspirado. O tenista de 18 anos fez sua posição de 128 no ranking parecer um erro matemático durante o embate de três horas e meia. Ele teve fibra suficiente para se tornar o primeiro tenista japonês a seguir adiante. "Ainda não consigo acreditar. Estava jogando muito bem e ele também. Esta foi a maior vitória para mim", vibrava o novato, que caiu de costas depois de selar a vitória. A seguir ele enfrenta o argentino Juan Martin Del Potro, estrela em ascensão que domou o francês e 16 cabeça-de-chave Gilles Simon em parciais de 6-4, 6-7, 6-1, 3-6 e 6-3. Rafael Nadal pode contar com uma passagem tranqüila para a semifinal depois das derrotas do sétimo cabeça-de-chave David Nalbandian e o nono cabeça-de-chave James Blake.O argentino Nalbandián foi eliminado pelo francês e 32 cabeça-de-chave Gael Monfils por 6-3, 6-4 e 6-2, enquanto Karlovic, mesmo forte no saque, foi derrotado por 7-6, 7-6 e 6-2 pelo americano Sam Querrey. Mardy Fish completou uma noite ruim para os cabeças-de-chave ao tropeçar no compatriota Blake em 6-3, 6-3 e 7-6. Andy Murray, britânico e sexto cabeça-de-chave, também parecia ter um pé fora ao se ver a dois pontos da derrota até encontrar seu jogo e tirar da manga uma vitória em 6-7, 4-6, 7-6, 6-1 e 6-3 contra o austríaco Jurgen Melzer.Número um do mundo e campeão em Wimbledon, Nadal, que não vai enfrentar nenhum dos trinta melhores do ranking até pelo menos a semifinal, disparou na quarta rodada triturando o sérvio Viktor Troicki. Enquanto a maioria dos homens teve dificuldades no sexto dia do último grand slam da temporada, Venus e Serena não enfrentaram qualquer problema. Venus dominou a ucraniana Alona Bondarenko em 6-2 e 6-1, enquanto sua irmã caçula Serena passou fácil pela japonesa Ai Sugiyama com placar idêntico. "Com certeza estou no meu melhor momento", vangloriou-se a sétima cabeça-de-chave Venus depois de sua surra de 56 minutos sob sol forte. A tenista de 28 anos, que a seguir enfrenta a polonesa e nona cabeça-de-chave Agnieszka Radwanska, disse ter colocado um certo tempero em seu jogo desde que estreou no torneio uma década atrás. VARIAÇÕES "Entendo melhor o jogo", disse Venus, que só perdeu 11 games em suas três partidas até agora, aos repórteres. "Tento golpes diferentes também, tento acrescentar algumas variações." Nem Venus nem a quarta cabeça-de-chave Serena perderam um só set durante o torneio atual e são as únicas mulheres ainda na disputa que já venceram o Aberto dos EUA anteriormente. Serena admitiu estar "decepcionada" por ter a chance de enfrentar Venus nas quartas-de-final e não mais adiante na competição. "Mas tive mais de uma semana para pensar nisso. Neste momento só torço para vencer minha próxima partida", disse Serena, cujo próximo teste será contra a francesa Severine Bremond. Quatro das dez cabeças-de-chave já caíram, abrindo o caminho para uma das Williams reclamar outro título. Serena se recusou a dizer que estava em sua melhor forma, mas parecia preto disso durante o massacre de 66 minutos de Sugiyama, no qual jamais enfrentou um break point. "Com certeza não estou no meu auge, mas espero chegar lá", disse a tenista de 26 anos, bicampeã do aberto que conquistou o título pela última vez em 2002. Dinara Safina, indicada por muitos como potencial campeã em Nova York, quase se tornou outro grande nome a cair antes de salvar uma vitória em 3-6, 7-5 e 6-2 sobre a adolescente suíça Timea Bacsinszky. A ex-número um do mundo Amelie Mauresmo chegou à quarta rodada de um grand slam pela primeira vez pouco mais de um ano ao derrotar com um duplo 6-4 a francesa Julie Coin, 188.ª colocada no ranking.

Tudo o que sabemos sobre:
Kei NishikoriUS OpentênisATP

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.