Jiji Press/AFP
Jiji Press/AFP

Adriana é só 20ª em Nagoya, e decidirá entre Pan e Mundial

Brasileira retoma liderança do ranking nacional com resultado

Estadão Conteúdo

08 Março 2015 | 11h37

Adriana Aparecida da Silva não foi bem na Maratona de Nagoya (Japão), neste domingo. A brasileira foi apenas a 20.ª colocada, prejudicada por uma lesão, mas o resultado foi suficiente para que ela retome a liderança do ranking brasileiro da prova. Isso deverá fazer com que ela possa escolher entre correr os Jogos Pan-Americanos ou o Mundial de Pequim (China).

"Adriana sentiu uma contratura da parte posterior da coxa direita logo à altura do quilômetro 9. Ela conseguiu finalizar, mas sofreu muito", contou, ao site da Confederação Brasileira de Atletismo (CBAt), o técnico dela no Pinheiros, Cláudio Castilho.

Pelo critério definido pela entidade, vão para o Pan as duas primeiras de um ranking nacional da temporada 2014/2015 (desde que com marcas abaixo de 2h55min) e ao Mundial as três primeiras desta lista (com 2h44min como índice).

Adriana liderou o ranking em 2014 com o tempo de 2h38min05s que fez na Maratona de Berlim, em setembro, mas perdeu o posto na lista 2014/2015 para Marily dos Santos, que completou em Sevilla em 2min37s25.

Faltando pouco mais de dois meses para o fim do período para obtenção de índice (10 de maio para o Pan, 24 de maio para o Mundial), Adriana dificilmente será ultrapassada por outras duas atletas.

Por conta da proximidade de datas entre o Mundial e o Pan, é quase impossível um atleta correr as duas maratonas. Adriana ainda não definiu se vai buscar o bi do Pan ou testar seu desempenho contra as melhores do mundo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.