Felipe Dana/AP
Felipe Dana/AP

Adriana fica sem o bi, mas fatura a prata na maratona do Pan

Brasileira só fica atrás da peruana Gladys Tejeda em prova

Estadão Conteúdo

18 de julho de 2015 | 11h28

As competições de atletismo começaram nesta manhã deste sábado em Toronto com a primeira medalha para o Brasil. Adriana Aparecida da Silva não repetiu o ouro conquistado em Guadalajara, há quatro anos, mas subiu ao pódio com a medalha de prata na maratona dos Jogos Pan-Americanos.

A brasileira se manteve no primeiro pelotão até os primeiros 15 quilômetros. Foi depois disso que a peruana Gladys Tejeda desgarrou. Adriana ficou no segundo pelotão, um pouco atrás da norte-americana Lindsay Flanagan e junto da peruana Ines Melchor e da canadense Rachel Hannah.

Quando Melchor abandonou, antes do 25º quilômetro, a norte-americana também tentou uma fuga, chegando a abrir meio minuto para a brasileira, que vinha em terceiro. Mas Adriana tinha gás para um bom fim de prova e ultrapassou a rival entre o 30º e o 35º quilômetros.

Naquele momento, entretanto, Tejeda já estava inalcançável em primeiro, com mais de três minutos de vantagem. A peruana completou a prova com expressivas 2h33min03s, novo recorde da competição - o que já era esperado, porque as condições climáticas e de percurso eram favoráveis.

Adriana fez uma grande prova e completou com a marca de 2h35min40s. É índice olímpico, mas não o melhor tempo dela na temporada: 2h35min28s, feitos em Nagoya (Japão), em março. Dificilmente a atleta do Pinheiros será ultrapassada por outras três maratonistas. Portanto, deverá ir aos Jogos Olímpicos no Rio.

Já Marily dos Santos fez uma boa prova e completou em quinto, com 2h41min31s, também abaixo do índice olímpico, mas acima do tempo que ela já tinha.

Na maratona feminina, as duas primeiras brasileiras do ranking optaram por correr em Toronto, abrindo mão de disputar o Mundial de Pequim, na China, uma vez que uma atleta não pode participar de duas maratonas em prazo inferior a três meses. No masculino, Solonei Rocha e Marilson Gomes dos Santos vão ao Mundial. O Brasil será representado, no Pan, sábado que vem, por Gilberto Lopes e Franck Caldeira.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.