Antonio Calanni/AP
Antonio Calanni/AP

Adriano aconselha Balotelli em visita à seleção italiana

Ex-atacante do Flamengo diz que o italiano pode ter uma grande carreira se tiver juízo

LUÍS AUGUSTO MONACO, Agência Estado

15 de junho de 2013 | 15h39

RIO - O atacante Adriano, que ganhou o apelido de Imperador quando fazia sucesso na Itália, visitou na manhã deste sábado o hotel em que a seleção italiana está concentrada no Rio. Ficou lá por quase uma hora e meia, quando conversou com vários jogadores. Disse a eles que está treinando para voltar a jogar e que o técnico Dunga lhe telefonou para dizer que gostaria de tê-lo no Internacional.

Adriano fez muitos elogios ao atacante Balotelli, a quem conheceu quando o hoje titular do ataque da Azzurra tinha acabado de subir para a equipe principal da Inter de Milão e ele ainda merecia o apelido de Imperador. Num rasgo de sinceridade, o atacante brasileiro disse que se o amigo tiver juízo poderá se tornar o melhor jogador do mundo. "Se Balotelli não fizer bobagens como eu fiz, será melhor que o Messi", foi a frase dita por ele, segundo integrantes da delegação italiana.

Por fim, Adriano afirmou que a Itália é sua segunda pátria. E também revelou que vai torcer para a final da Copa das Confederações ser disputada por brasileiros e italianos, no dia 30 de junho, no Maracanã. A Azzurra estreia neste domingo na competição, diante do México, também no Rio.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.