Adriano em 2011? Para Andrés, só se Ronaldo pagar

O desejo de Adriano de retornar ao País em janeiro e o lobby de Ronaldo para tê-lo como companheiro na Libertadores (vaga garantida ontem) fazem crescer os comentários de que Fenômeno e Imperador podem jogar juntos em 2011. O presidente Andrés Sanchez, contudo, garante não ter conversado com empresários do atacante da Roma para contratá-lo. "O Ronaldo falou que seria um grande substituto, mas não tem nada. Agora, se o Ronaldo fizer dez cheques com o valor que ele (Adriano) quiser receber, as portas estão abertas", disse o presidente corintiano. Também assegurou que não há relação com possível negociação de Jucilei com Juventus ou Fiorentina.

Fábio Hecico, O Estado de S.Paulo

22 de novembro de 2010 | 00h00

Seguindo à risca o discurso de que jamais torceria pelo São Paulo, Andrés admitiu que prefere perder o título a fazer coro para os rivais. "Eu vou torcer sempre contra o São Paulo. E, se ganharmos aqui, não vamos depender de lá." No final, a torcida do presidente acabou não dando certo e o time perdeu a ponta.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.