Adriano sob pressão. É hora de desencantar

Não poderia haver ocasião melhor para que Adriano desencante e tenha uma boa atuação pelo São Paulo neste ano. Contra o Audax Italiano, no Morumbi, a torcida espera que o centroavante volte a ser um jogador decisivo e faça a diferença, especialmente com gols. Apoio dos companheiros não lhe falta. ''''Ele não tem de provar mais nada para ninguém, sabemos a qualidade que pode apresentar e estamos aqui para apoiá-lo'''', diz o atacante Borges. ''''Falo para ele que é preciso ter tranqüilidade, porque está se esforçando, e quando ele voltar a fazer gols, as críticas vão passar.''''A comissão técnica também defende o camisa 10 com unhas e dentes. Até agora, Adriano marcou apenas quatro gols pelo São Paulo, todos pelo Paulista. Suas atuações não têm empolgado, com exceção da estréia, quando balançou as redes duas vezes, nos 2 a 1 sobre o Guaratinguetá. Nas outras exibições, esteve discreto, perdido entre os zagueiros e com dificuldades para finalizar. ''''Apesar de não ter feito gols nos últimos jogos, foram as melhores atuações dele pelo São Paulo'''', elogia o técnico Muricy Ramalho.No último jogo no Morumbi, no empate por 2 a 2 com o Noroeste, torcedores vaiaram o atleta no segundo tempo. Como até Kaká, astro do Milan, já foi criticado, Adriano terá a chance de provar, contra o Audax, se está mais perto do jogador que já brilhou na seleção brasileira ou se será apenas o atleta polêmico, que causou princípio de crise, na semana passada, por atos de indisciplina.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.