Kelly Cestari/WSL
Kelly Cestari/WSL

Aéreo de Filipinho na etapa da França é eleito a melhor manobra do ano no surfe

Brasileiro tirou uma nota 10 unânime e virou uma bateria que parecia perdida

Estadao Conteudo

11 de março de 2017 | 12h34

Poucos dias antes do início de mais uma temporada, a noite desta sexta-feira foi de festa na Liga Mundial de Surfe (WSL), com os melhores surfistas do mundo desfilando pelo tapete vermelho para receber prêmios. Além da consagração de John John Florence, que recebeu o troféu de campeão mundial, a festa foi histórica para Filipe Toledo, que levou o prêmio de manobra do ano.

O feito foi conseguido na etapa de Hossegor, na França, quando, com uma nota 10 unânime, Filipinho arrancou uma virada no round 4 para cima de John John Florence. O havaiano estava na dianteira, com 18.47 pontos, fruto de um 9.40 e um 9.07, quando o brasileiro conseguiu uma proeza. Precisando de 9.97, ele voou para um full rotation e conseguiu o 10, levando ao delírio o público presente ao local.

 

Congratulations @filipetoledo, winner of the 2016 Move of the Year! Watch the #WSLAwards LIVE on Facebook right now!

Uma publicação compartilhada por World Surf League (@wsl) em

Além de Filipinho, outros brasileiros também foram homenageados: primeiro Phil Rajzman, campeão mundial de longboard e em seguida Caio Ibelli, que foi eleito o calouro do ano. Entre as mulheres, Silvana Lima, líder da divisão de acesso, também foi lembrada, assim como Tyler Wright, campeã mundial.

A temporada 2017 da elite do surfe mundial começa já nesta segunda-feira, em Gold Coast, na Austrália. Entre os homens, o Brasil tem nove representes: Gabriel Medina, Filipe Toledo, Adriano de Souza, Caio Ibelli, Italo Ferraira, Miguel Pupo, Wiggolly Dantas, Ian Gouveia e Jadson André.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.