Victor R. Caivano/AP
Victor R. Caivano/AP

AFA adia em uma semana reinício do Campeonato Argentino

Entidade cede à pressão de jogadores, que estão em greve por salários atrasados

O Estado de S.Paulo

04 de março de 2017 | 04h04

BUENOS AIRES - Diante do impasse entre jogadores e clubes por causa de salários atrasados, a Associação de Futebol da Argentina (AFA) resolveu na noite desta sexta-feira, 3, adiar em uma semana o reinício da temporada da liga nacional.

"Diante da postura inflexível da associação de jogadores, de não entrar em campo até que se quitem todas as dívidas, a AFA decide postergar por uma única vez a data que marcará o regresso oficial do futebol", diz o comunicado. De acordo com a associação, o campeonato argentino volta em 10 de março "sem outra postergação possível".

O comunicado põe fim à incerteza que marcou a rodada, já que até o último momento a AFA buscou, inclusive sob ameaça de desconto de pontos, fazer com que a bola rolasse neste fim de semana.

O futebol nacional, cujas autoridades estão sob controle da FIFA desde a metade do ano passado, atravessa uma crise de grande magnitude por salários atrasados. Em alguns casos, a inadimplência dos clubes chega a quatro meses, segundo o sindicato que representa os jogadores.

Nem sequer a FIFA pode colocar fim a esse descontrole, que começou a partir da morte, em 2014, do ex-presidente da AFA, Julio Grondona. Ele governou com mão dura a AFA por 35 anos e chegou à vice-presidência da entidade máxima do futebol mundial.

A competição, que nesta temporada segue o calendário europeu, deveria ter sido reiniciada na primeira semana de fevereiro. Mas os jogadores se recusam a voltar a jogar diante do cenário financeiro caótico dos clubes, que ficaram sem cota de TV com o fim do Fútbol para Todos, estabelecido no governo de Cristina Kirchner (2007-2015).

Desde janeiro, os times têm jogado apenas amistosos e jogos-treino. O Boca Juniors, por exemplo, marcou uma atividade contra o Argentinos Juniors para o sábado de manhã, 4.

Essa situação pode ajudar os times brasileiros na primeira rodada da Libertadores, uma vez que enfrentarão rivais que estão sem jogar. O Botafogo pega o Estudiantes, o Flamengo recebe o San Lorenzo, o Palmeiras visita o Atlético Tucumán e o Atlético-MG joga contra o Godoy Cruz. / AFP

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.