Afeganistão recebe seu herói olímpico

Rohullah Nikpai foi bronze no tae kwon do

Agências internacionais, CABUL, O Estadao de S.Paulo

29 de agosto de 2008 | 00h00

Primeiro medalhista olímpico da história do Afeganistão, o lutador de tae kwon do Rohullah Nikpai, bronze na categoria de 58 kg nos Jogos de Pequim, foi recebido como herói, ontem, no retorno a Cabul.No aeroporto da capital afegã, o atleta de 21 anos era esperado pelo vice-presidente do país, Mohammad Karim Khalili, e por cerca de 5 mil pessoas. Os fãs cantavam "Nikpai, orgulho da nação" e "Vida longa ao Afeganistão". Helicópteros sobrevoaram a cidade e despejaram milhares de folhetos com a imagem do medalhista - na decisão do bronze, ele derrotou o atual campeão mundial, o espanhol Juan Antonio Ramos. O tae kwon do é o esporte de combate mais praticado no Afeganistão. O melhor resultado do país antes da medalha havia sido um 5º lugar na luta livre em Tóquio-1964.Nikpai desfilou do aeroporto até o Estádio Nacional de Cabul, local que foi utilizado para milhares de execuções públicas durante o regime fundamentalista islâmico taleban. A cerimônia de recepção, em que o lutador exibiu a medalha de bronze, foi transmitida em rede nacional. "Espero que essa medalha seja uma mensagem de paz ao povo do Afeganistão", discursou.Tanto o lutador quanto os outros três atletas que formaram a delegação afegã em Pequim - dois no atletismo e outro no tae kwon do - ganharam uma viagem para Meca, cidade sagrada dos muçulmanos.Mas como único medalhista, Nikpai conquistou outros agrados. De uma companhia telefônica, recebeu US$ 20 mil. Ontem, foi agraciado com mais US$ 10 mil, concedidos pelo Comitê Olímpico Afegão. O presidente Hamid Karzai ofereceu uma casa ao lutador, que também ganhou um carro de uma empresa afegã com sede em Dubai, nos Emirados Árabes Unidos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.