Agassi renuncia a Roland Garros pensando em Wimbledon

O sonho de conquistar o seu segundo título em Wimbledon, além das limitações físicas de seus 36 anos, fizeram Andre Agassi tomar a decisão de não jogar Roland Garros, nem mesmo participar da temporada européia de saibro. O veterano tenista está de volta ao circuito jogando em Indian Wells e depois em Key Biscayne, os dois primeiros Masters Series do ano, em quadras norte-americanas e, independente do que fizer nestas duas competições, irá ficar novo período fora dos torneios. Seu objetivo é aproveitar as 11 semanas entre as quadras duras dos Estados Unidos e a temporada de grama para fazer uma preparação especial para Wimbledon.Dono de oito títulos de Grand Slam, Agassi perdeu na primeira rodada de Roland Garros nos últimos dois anos. O veterano tenista admite que não pode mais ficar tanto tempo em quadra e tem de escolher os torneios. ?Sei que jogar pouco talvez não seja a melhor maneira de me preparar para Wimbledon, mas tenho certeza de que a menos ruim?, contou ele, em Indian Wells. ?Nesse período de 11 semanas, irei também disputar a Davis, em quadras de grama de Mission Hills, o que seria uma semana extra de jogos e treinamentos. Espero repetir em quadra o mesmo nível de jogo que venho mostrando nos treinos.?Os Estados Unidos escolheram as quadras de grama de Mission Hills, em Rancho Mirage, Califórnia, para enfrentarem os chilenos. Neste mesmo lugar, os norte-americanos ganharam a final de Davis de 1978, diante da Inglaterra.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.