Agência britânica antidoping investiga denúncia contra Alberto Salazar

A agência britânica antidoping também está investigando as denúncias contra Alberto Salazar, técnico de atletismo que comanda, entre outros atletas de destaque, o britânico Mo Farah. A entidade norte-americana responsável por casos de doping já estava analisando as revelações feitas por dois veículos de comunicação nas últimas semanas.

Estadão Conteúdo

30 de junho de 2015 | 08h46

Salazar é acusado de liderar um esquema de doping nos Estados Unidos por reportagem publicada pela BBC britânica em conjunto com a associação de jornalismo ProPublica. O treinador, nascido em Cuba mas tricampeão da Maratona de Nova York defendendo os Estados Unidos, teria comandado um esquema para burlar a legislação antidoping no Nike Oregon Project, nos Estados Unidos.

Em nota, a agência britânica revelou que está coletando informações a respeito do trabalho de Salazar. A entidade se envolveu no caso porque ele treina um dos seus principais atletas do país. Mo Farah é campeão olímpico e mundial nas provas de 5.000 e 10.000 metros, nos Jogos de Londres-2012 e no Mundial de 2013, em Moscou. Além disso, Salazar é consulto da federação britânica de atletismo.

Salazar nega qualquer envolvimento com casos de doping em sua equipe. E conta com o apoio de Farah, que defendeu publicamente seu treinador na semana passada e também rejeitou qualquer suspeita sobre sua conduta esportiva. Apesar disso, a federação britânica de atletismo já avisou que vai investigar o histórico médico do corredor.

Tudo o que sabemos sobre:
atletismodopingMo FarahSalazar

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.