Lee-Jin Man/AP
Lee-Jin Man/AP

Agências antidoping nacionais pedem exclusão da Rússia dos Jogos de Inverno

Grupo de 17 entidades quer impedir delegação russa de ir a Pyeongchang, na Coreia do Sul, em 2018

Estadão Conteúdo

14 de setembro de 2017 | 15h58

Um grupo de 17 agências antidoping defendeu nesta quinta-feira que o Comitê Olímpico Russo seja proibido de participar dos Jogos de Inverno de Pyeongchang, na Coreia do Sul, que ocorrerão em 2018, por causa de um suposto esquema de doping do país com patrocínio estatal.

Em um comunicado divulgado nesta quinta-feira, o grupo assinala que "os líderes e organizações não devem ser credenciadas para os Jogos Olímpicos quando violam intencionalmente as regras e prejudicam os atletas limpos".

O comunicado foi assinado pelos líderes das agências antidoping de Austrália, Canadá, Dinamarca, Finlândia, França, Alemanha, Japão, Noruega, Suécia, Estados Unidos e Grã-Bretanha, entre outros países. No documento, as entidades defendem que deve haver um modo para que os atletas russos possam competir como neutros, se conseguirem demonstrar que foram submetidos a estritos controles antidoping.

Um relatório do investigador Richard McLaren descobriu evidências de um programa de doping patrocinado pelo governo russo antes e durante os Jogos de Inverno de 2014 em Sochi, algo que teria afetado cerca de mil atletas em 30 países. Duas comissões do Comitê Olímpico Internacional (COI) avaliam esse informe para decidir se a Rússia pode participar dos Jogos do próximo ano na Coreia do Sul. O governo russo nega a existência de um programa estatal de doping.

No comunicado, as agências também criticam o COI por sua suposta "falha contínua na sua obrigações de limpar o esporte". No ano passado, o comitê evitou excluir a Rússia dos Jogos do Rio, embora o país tenha ficado de fora dos eventos de alguns esportes, como o atletismo.

Diante do comunicado, um membro russo do COI disse à agência de notícias The Associated Press que espera que todos os atletas de seu país estejam na Coreia do Sul para a Olimpíada de Inverno.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.