Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Estadão Digital
Apenas R$99,90/ano
APENAS R$99,90/ANO APROVEITE

'Ainda é cedo para despedidas', diz o craque

Os dribles e o gol que fez talvez já bastassem para dar o recado, mas Lucas reforçou: até o último jogo, ele não vai tirar o pé.

O Estado de S.Paulo

19 de agosto de 2012 | 03h02

"Ainda é cedo pra falar em despedida. Tem muito o que jogar e honrar essa camisa. Quero muito honrar essa camisa pra quando eu partir deixar a imagem", disse. "Eu não sou herói, mas procuro fazer o melhor pra ajudar o São Paulo. Eu sei que aumentou a minha responsabilidade por tudo, pelo valor (da negociação), pelo clube. Mas a vontade de entrar e jogar o prazer é o mesmo."

Lucas diz ter consciência de sua importância para o time e que as cobranças serão sempre grandes. "Eu tenho que estar preparado para isso. Eu sei que vai ser assim. E se eu quero ser grande um dia tenho que estar pronto."

"Se ele não for o melhor do Brasil, está ali, junto com o Neymar", elogiou Rogério Ceni.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.