Ainda há ingressos para a prova em Interlagos

Apenas os bilhetes do setor do S do Senna estão esgotados. Carros e pilotos chegam hoje a São Paulo

LIVIO ORICCHIO, O Estado de S.Paulo

20 de novembro de 2012 | 02h08

Os 24 pilotos que vão disputar o GP do Brasil chegam hoje a São Paulo. Hoje também os equipamentos serão desembarcados no autódromo de Interlagos. Domingo, Sebastian Vettel, da Red Bull, com 273 pontos, e Fernando Alonso, Ferrari, 260, decidem o título mundial da temporada mais disputada da história de 63 anos da Fórmula 1, com oito vencedores distintos nas 19 etapas realizadas.

Com exceção do setor D, no S do Senna, nos demais, A, B, M, E, F, G e V ainda há ingressos à venda. Eles estão sendo comercializados nas bilheterias do Autódromo de Interlagos, das 9 às 17 horas, na rede Shopping Iguatemi e nas lojas da Caçula de Pneus. No site do evento - www.gpbrasil.com.br - é possível ver o ângulo de visão de cada setor e os preços cobrados.

Em entrevista à rede britânica BBC, Vettel revelou que se pudesse gostaria que a decisão do campeonato não fosse no GP do Brasil. Disse não ter nada contra o país e à pista, "mas ao histórico de variáveis que interferem no resultado da corrida". É rara a edição da prova de Interlagos em que o safety car não entra na pista ou as condições do clima não mudam, elevando as chances de surpresas.

O que parece ser algo bastante fácil de se obter, a quarta colocação, que garante a Vettel o tricampeonato, representa um desafio. "Acontece de tudo em Interlagos", afirmou o alemão.

Massa e Bruno Senna vão estar no circuito quinta-feira. Em entrevista ao site totalrace.com.br, em Austin, Massa revelou o que espera da prova: "Já tive a chance de vencer duas vezes e fazer três poles. Tomara que a gente tenha um carro competitivo pelo menos para brigar pelo pódio." Ser eventualmente hostilizado por alguns torcedores não o incomoda. Já Bruno lembrou que sua Williams esteve muito bem em Austin. "Devemos marcar pontos de novo."

A Pirelli trouxe os mesmos pneus que levou para os Estados Unidos, duros e médios, mas é provável que os pilotos não tenham dificuldades para aquecê-los por causa das características do asfalto.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.