''Ainda não dá para falar em cara de campeão''

A frase é do técnico Ricardo Gomes, que admitiu as dificuldades que o São Paulo enfrentou no 2.º tempo

Angela Lacerda, RECIFE, O Estadao de S.Paulo

17 de agosto de 2009 | 00h00

O técnico Ricardo Gomes preferiu destacar mais o espírito de luta do que qualquer brilhantismo de sua equipe ontem. "Venceu o melhor, mas o Sport mostrou recuperação, nos trouxe dificuldades, com mais volume de jogo e com oportunidades claras de gol", disse. "De nossa parte, o mais importante é que o time brigou até o último momento, mesmo com um a menos."Sobre o futuro, o treinador preferiu não fazer previsões. "Agora temos de manter esse ritmo para pensar em algo maior. Ainda não dá para falar em cara de campeão."O artilheiro Washington, que marcou seu 7º gol na competição, destacou o momento especial do time, mas criticou o recuo excessivo. "No primeiro tempo demos conta do adversário, mas, depois, recuamos muito", comentou. "Mas valeu porque conseguimos administrar bem. Estamos na briga pelo título e agora precisamos pensar em somar pontos rodada a rodada."E quando a fase é boa, nem jogador expulso fica bravo. "Nada a reclamar do árbitro", esquivou-se o zagueiro Miranda, expulso no 2º tempo. "Temos condições de chegar longe. A equipe é madura e experiente para enfrentar qualquer situação."Para completar a alegria do torcedor, na quarta-feira, diante do Fluminense no Morumbi, o time deve ter o retorno do goleiro Rogério Ceni, recuperado da cirurgia no tornozelo esquerdo. "Só vai depender dele", avisou o técnico Ricardo Gomes.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.