Ala Falcão pode disputar mais uma Copa do Mundo pelo Brasil

Maior artilheiro da história da seleção de futsal diz que quer jogar até 2016, ano do Mundial da Colômbia

MARCIO DOLZAN, O Estado de S. Paulo

30 de julho de 2013 | 16h04

SÃO PAULO - Principal nome do futsal brasileiro na última década, autor de 343 gols pela seleção e um dos grandes responsáveis pela conquista da Copa do Mundo de 2012, quando salvou o Brasil de uma vexatória eliminação nas quartas-de-final, o craque Falcão admite que "infelizmente meu prazo já está acabando". Mesmo assim, nesta terça-feira o jogador deu a entender que ainda pode disputar o Mundial de 2016, que será disputado na Colômbia.

Em novembro do ano passado, logo após a conquista da Copa do Mundo disputada na Tailândia, Falcão afirmou que aquele havia sido seu último Mundial. Nesta terça, porém, o ala revelou ao Estado que pretende atuar por pelo menos mais três temporadas - período que coincide com a próxima Copa do Mundo.

"Hoje meu planejamento é ficar com essa história do ano passado. Minha última história em Copa do Mundo acho impossível ser melhor que aquela", despistou. "Eu não sei quando [vou deixar a seleção], não vou falar quando porque depois não vou cumprir o prazo de novo. Estou com 36 anos, ainda em alto nível. O futsal dá essa oportunidade de poder entrar e sair, então eu acredito que mais três anos em alto nível eu consiga jogar."

Falcão foi um dos astros do "Encontro de Gerações", evento promovido pela Confederação Brasileira de Futsal e Pulse nesta terça-feira, no Museu do Futebol, em São Paulo. Junto com os campeões mundiais Douglas Pierrotti (pivô da seleção na década de 1980), Manoel Tobias (década de 1990) e Vanessa (ala do Unochapecó, de Santa Catarina, e eleita três vezes seguidas a melhor jogadora do mundo), ele participou do lançamento do novo uniforme da seleção.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.