Alan Patrick ganha mais uma chance no lugar de Ganso

Com a distensão muscular sofrida por Ganso contra o Corinthians, o caminho volta a ficar aberto para Alan Patrick. Tido na Vila como o mais indicado para herdar a camisa 10 quando o atual dono for para a Europa, Alan será o responsável pela armação santista em Manizales. No ano passado, porém, quando Ganso ficou longo período fora, Alan não conseguiu se firmar. A dois dias de completar 20 anos, ele tem a confiança dos mais jovens, que o acompanham desde as categorias de base. "Falei para o Alan jogar como nos treinos e confiar no futebol dele", disse Neymar após o jogo com o Corinthians, ao justificar os gestos e a conversa que teve com o meia durante a partida no Pacaembu.

Sanches Filho, O Estado de S.Paulo

11 de maio de 2011 | 00h00

Descoberto pelo Santos em 2005, Alan Patrick era jogador de futsal em Catanduva, no interior de São Paulo. No fim do ano passado, apostando no talento do garoto, o clube da Vila recusou uma proposta de 7 milhões (cerca de R$ 16 mi) do Shakhtar Donetsk, da Ucrânia, para seguir com o meia.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.