Gonzalo Fuente/Reuters
Gonzalo Fuente/Reuters

Alaphilippe vence a 3ª etapa da Volta da França e assume a camisa amarela

Francês obteve terceiro triunfo da carreira na disputa - duas etapas em 2018 - com um tempo de 4h40min29s

Redação, Estadão Conteúdo

08 de julho de 2019 | 15h10

A chegada da Volta da França ao território francês, na terceira etapa da mais tradicional prova do ciclismo mundial, terminou com a vitória de um atleta local. Julian Alaphilippe assumiu a liderança da competição nesta segunda-feira, vestindo a camiseta amarela ao superar os 215 km que separam a cidade belga de Binche e Epernay, na região de Champagne, na França.

Líder do ranking mundial e um dos favoritos do evento, Alaphilippe, da equipe Deceuninck-Quick-Step, obteve o terceiro triunfo da carreira na disputa - vencera duas etapas em 2018 - com um tempo de 4h40min29s, com um desempenho impressionante nos últimos 16 km do percurso, quando se desgarrou do pelotão de frente para abrir uma vantagem de 26 segundos para seus perseguidores em meio à paisagem de vinhedos.

"Eu sabia que a parte final (subida) me agradava, mas não pensava que abriria vantagem tão distante ainda da chegada. É ainda mais difícil entregar quando se é favorito", afirmou o ciclista, após a vitória na etapa que também o colocou na liderança da prova. É a primeira vez que um atleta francês veste a camiseta amarela desde Tony Gallopin, que atingira o feito em 2014.

"Estava muito motivado para fazer uma grande etapa. Tive o cuidado de não me envolver em nenhuma queda", declarou um emocionado Alaphilippe, que faz uma ótima temporada até o momento, tendo vencido as provas de Milan-San Remo "Monument" Classic, a Strade Bianche (Itália) e a Flecha de Valônia (Bélgica).

No pelotão principal, o francês deixou para trás, na sequência, o australiano Michael Matthews (Sunweb) e os belgas Jasper Stuyven (Trek-Segafredo) e Van Avermaet (CCC). Já o portador da camiseta amarela nos dois primeiros dias de competição, o holandês Mike Teunissen (Jumbo-Visma), desta vez perdeu contato dos primeiros colocados e terminou cinco minutos atrás do líder.

Em meio aos concorrentes principais pela classificação geral, o colombiano Egan Bernal (Ineos), que chegou em 12º na etapa e está em sexto no geral, comentou sobre a performance do francês: "Ele (Alaphilippe) esteve impressionante. Tentei segui-lo para a bonificação, mas foi impossível", destacou Bernal.

A Volta da França prossegue nesta terça-feira com a quarta etapa, que prevê um percurso de 213 quilômetros entre as cidades de Reims e Nancy, um trecho que deve ser favorável a grandes sprints no final da disputa.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.