Alckmin estuda incentivo ao esporte

O governo de São Paulo está realizando um levantamento nos Estados que possuem lei de incentivo ao esporte para encontrar um modelo viável que incremente as parcerias do setor privado com o esporte. "Uma das alternativas é o Estado abdicar de parte do ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviço) das empresas que queiram investir no esporte. A secretaria de Fazenda está avaliando a questão para ver se é viável", informou nesta terça-feira o secretário estadual de Juventude, Esporte e Lazer, Lars Grael.As afirmações do secretário foram feitas, no início da tarde, após cerimônia realizada no Palácio dos Bandeirantes que homenageou os atletas paulistas que participaram dos jogos Pan-Americanos de São Domingos, mês passado, na República Dominicana. Os atletas que mais se destacaram no Pan receberam do governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), a Medalha do Mérito Esportivo, a mais alta distinção do Governo oferecida a quem que prestou relevantes serviços ao esporte do Estado.Além dos atletas paulistas que participaram dos Jogos Pan-Americanos, do governador, do secretário de Esportes e de parlamentares, o evento contou com a presença do presidente do Comitê Olímpico Brasileiro (COB), Arthur Nuzman. O Brasil ganhou 122 medalhas no Pan de São Domingos, sendo 28 de ouro, 40 de prata e 54 de bronze. A delegação brasileira foi composta por 721 pessoas, com 479 atletas. Destes, 236 ganharam medalhas, sendo que os atletas federados por São Paulo receberam quase 50% do total.O tenista Fernando Meligeni, que ganhou medalha de ouro no Pan - sua última competição antes da aposentadoria -, representou todos os atletas na cerimônia. Em seu discurso, ele elogiou a força de vontade de todos os esportistas que participaram dos Jogos e pediu mais apoio ao esporte.Em entrevista concedida após o evento, Nuzman também disse que é necessário buscar novas fontes de recursos para o esporte olímpico, pois as atuais fontes representam apenas um terço da real necessidade do esporte brasileiro.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.