Gregorio Borgia/AP
Gregorio Borgia/AP

Alemanha e Noruega embolam quadro de medalhas em Sochi

Noruega dominou a prova de sprint do cross-country

AE, Agência Estado

11 de fevereiro de 2014 | 17h44

SOCHI - O dia foi de Alemanha e Noruega em Sochi. Nesta terça-feira, cada um dos dois países conquistou duas medalhas de ouro para embolarem ainda mais o quadro de medalhas da Olimpíada de Inverno. Os dois europeus e o Canadá têm quatro de ouro, com vantagem dos noruegueses pelo número de bronzes. Os alemães ficam atrás porque têm menos medalhas de prata.

Como era previsto, a Noruega dominou na prova de sprint do cross-country, que teve Jaqueline Mourão e Leandro Ribela eliminados na fase de classificação, também nesta terça-feira. No feminino, dobradinha norueguesa, com Maiken Caspersen Falla e Ingvild Flugstad Oestberg. Vesna Fabjan, da Eslovênia, completou o pódio.

Já no masculino a vitória ficou com Olá Vigen Hattestad, numa disputa acirradíssima com Teodor Peterson, da Suécia, que acabou com a prata. Na briga pelo bronze, aí sim os suecos foram melhor, com Emil Joensson superando Anders Gloeersen para ficar com o terceiro lugar.

Com as três medalhas conquistadas nesta terça-feira, a Noruega superou as 100 conquistadas na história do esqui cross country, liderando com folga o quadro de medalhas. Agora são 102 medalhas nesta que é uma das duas mais tradicionais modalidades de neve (a outra é o esqui alpino).

A outra medalha do dia para a Noruega veio na prova de perseguição do biatlo, com Tora Berger, atual campeã mundial. Mas ela não foi páreo para a bielo-russa Darya Domracheva, que venceu com folgas. O bronze foi para a Eslovênia.

Na estreia do esqui slopestyle como prova olímpica, Dara Howell garantiu a medalha de ouro para o Canadá, com a compatriota Kim Lamarre com o bronze. Entre elas, a norte-americana Devin Logan.

Outra prova "jovem" do dia, o snowboard halfpipe teve uma grande surpresa. Bicampeão olímpico e tri do X-Games, o norte-americano Shaun White acabou fora do pódio, em quarto. O ouro acabou com o suíço Iouri Podladtchikov, seguido de dois japoneses.

GELO

No luge, nenhuma novidade. Natalie Geisenberger chegou à quarta descida com mais de um segundo de vantagem sobre a compatriota Tatiana Huefner e precisava de um desastre para ficar sem o ouro. Mesmo assim ela foi arrojada, fez a descida mais rápida e garantiu o título, seguida da companheira. Erin Hamlin ficou com o bronze para os Estados Unidos.

Outro ouro da Alemanha nesta terça-feira veio no esqui saltos, com Carina Vogt, num pódio que teve a Áustria com a prata e a França com o bronze. Já na patinação em velocidade a Coreia do Sul ganhou seu primeiro ouro, com Sang Hwa Lee, na prova de 500m. Rússia e Holanda completaram o pódio.

QUADRO

A líder Noruega é o único país que já passou das 10 medalhas. Tem 11, sendo quatro de ouro, três de prata e quatro de bronze. O Canadá se diferencia no número de bronzes: tem dois. Já a Alemanha soma só cinco medalhas, quatro delas de ouro.

Só na patinação em velocidade a Holanda já somou oito medalhas: três de ouro, duas de prata e três de bronze. Os Estados Unidos aparecem em quinto: duas de ouro, uma de prata, quatro de bronze. Já a Rússia, que também tem sete medalhas, tem só uma dourada e três prateadas e outras três bronzeadas. Entre as duas potências, a Suíça, com dois ouros.

Tudo o que sabemos sobre:
Jogos Olímpicos de InvernoSochi

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.