Tiago Queiroz | TIAGO QUEIROZ
Tiago Queiroz | TIAGO QUEIROZ

Allianz Parque recebe o clássico entre Brasil e Uruguai no rúgbi

Pela primeira vez estádio do Palmeiras vai receber um esporte diferente do futebol e deixa jogadores empolgados para o jogo

Paulo Favero, O Estado de S. Paulo

23 de abril de 2016 | 07h05

Pela primeira vez o novo estádio do Palmeiras, o Allianz Parque, vai receber uma partida de rúgbi. Será o clássico entre Brasil e Uruguai, na estreia da seleção de XV no Campeonato Sul-Americano. O duelo, que começa às 16h15, terá transmissão da RedeTV! e neste sábado cinco bilheterias do estádio estarão abertas para o torcedor que ainda não adquiriu ingressos (R$ 20, sendo que existe a possibilidade de meia-entrada e também gratuidade para crianças de até 12 anos e maiores de 60 anos).

Em outras partidas, a CBRu (Confederação Brasileira de Rugby) trocou o ingresso por doação de alimentos, mas desta vez teve de colocar um preço nos bilhetes porque está pagando pelo aluguel da arena, mas o valor é mantido em sigilo. A presença no famoso estádio já está contagiando os jogadores da seleção de rúgbi.

“Sou palmeirense de coração e não vejo a hora de entrar em campo”, afirma Moisés Duque, que será titular contra o Uruguai. “É um orgulho em dobro atuar nesse estádio. Vim muito com o meu pai no Palestra Itália e sei que é uma responsabilidade enorme. Vamos jogar em um estádio de nível mundial, padrão Fifa, e espero que esteja cheio”, continua.

Recentemente, o Brasil enfrentou o Uruguai pelo Campeonato das Américas e perdeu por 33 a 29, em Barueri, mostrando grande evolução diante de uma seleção favorita e que já disputou a Copa do Mundo da modalidade. “Nós nunca ganhamos deles, sabemos que é um adversário forte, mas que temos condições de fazer frente. Se vencermos, será um feito histórico”, conta João da Ros, o Ige, capitão dos Tupis.

A seleção ficou concentrada durante a semana no CT de Alto Rendimento de São José dos Campos e ontem o time treinou no Núcleo de Alto Rendimento (NAR), localizado na capital paulista. O técnico argentino Rodolfo Ambrosio aproveitou para executar algumas ações ofensivas na última atividade e espera que tudo dê certo diante dos uruguaios.

A última partida contra os adversários mostrou que o Brasil é capaz de encarar uma seleção melhor ranqueada e até vencer. “Tivemos o jogo na mão, mas deixamos escapar nos últimos minutos. Isso ocorre contra equipes mais experientes e precisamos estar atentos”, explica Ige, lembrando que o Brasil vem ganhando respeito dos rivais. “Antes, Chile e Uruguai não vinham com seus melhores atletas. Mas agora isso mudou.”

A ideia é fazer um bom jogo para começar o Campeonato Sul-Americano em grande estilo. No próximo sábado, dia 30, o Brasil recebe mais uma forte seleção em casa. É o Chile, em duelo que será no estádio do Pacaembu. Já na última rodada, dia 7 de maio, a seleção masculina visita o Paraguai.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.