JF Diorio/Estadão
JF Diorio/Estadão

Allione pede desculpas pela expulsão após queda do Palmeiras

Argentino levou vermelho quando Alviverde vencia por 1 a 0

Gonçalo Junior, O Estado de S. Paulo

20 de outubro de 2016 | 07h00

O meia argentino Agustín Allione pediu desculpas aos jogadores e também à torcida pela expulsão no empate diante do Grêmio por 1 a 1 pelas quartas de final da Copa do Brasil nesta quarta-feira. Quando o meia foi expulso, aos 20 minutos do segundo tempo, o Palmeiras vencia por 1 a 0, resultado que classificaria a equipe. Com o empate, o Palmeiras foi eliminado; o Grêmio vai enfrentar o Cruzeiro na semifinal. 

"Eu pedi desculpas para meus companheiros e peço desculpas à torcida também. Sei que errei. Com onze jogadores, nós tínhamos possibilidade de passar", afirmou o argentino após a derrota.

O meia também lamentou que a expulsão tenha acontecido exatamente na partida em que os jogadores reservas foram escalados. Apenas Gabriel Jesus foi titular desde o início. "Não tem uma pessoa mais triste que eu nesse momento. Era uma chance para quem não vinha jogando. Vou trabalhar para melhorar e, se tiver outra oportunidade, isso não pode mais acontecer", afirmou. 

O atacante Gabriel Jesus reconheceu que é difícil jogar com dez jogadores. "É complicado jogar com um a menos. A gente lutou e conseguiu fazer um gol. A torcida viu que o time se doou, mas a classificação não veio. Vamos focar no Campeonato Brasileiro", diz o camisa 33.  

Logo na saída do gramado, o zagueiro Edu Dracena defendeu o companheiro. "(A desclassificação) não foi por causa do Allione. O Grêmio tem um grande elenco. Acho que o árbitro foi um pouco rigoroso. Pela TV, posso ter uma visão diferente", afirmou o zagueiro.

Tudo o que sabemos sobre:
PalmeirasFutebolCopa do BrasilAllione

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.