Alonso e Hamilton já duelam fora da pista

Os dois candidatos ao título iniciaram a guerra psicológica antes dos treinos em Cingapura, que começam hoje

LIVIO ORICCHIO, O Estado de S.Paulo

21 de setembro de 2012 | 03h06

Apesar de serem cinco os candidatos ao título, a disputa maior, hoje, parece reunir Fernando Alonso, da Ferrari, com 179 pontos, e Lewis Hamilton, McLaren, 142, líder e vice-líder do campeonato. Junto dos demais 22 pilotos eles vão à pista hoje para os primeiros treinos livres do GP de Cingapura, 14.º do calendário. Ontem, no circuito Marina Bay, um enviou mensagem ao outro na guerra psicológica estabelecida depois da aproximação de Hamilton na classificação do campeonato nas últimas etapas.

"A atmosfera na equipe é fantástica", afirmou o inglês. A McLaren estreou uma nova versão do seu modelo MP4/27 na Alemanha, quando foi segunda colocada com Jenson Button, e desde então só venceu: com Hamilton, na Hungria e na Itália, e Button, na Bélgica. "O pessoal está incrivelmente animado para lutar pelo Mundial depois de nosso grande desempenho, dá para sentir essa energia", completou Hamilton. O inglês tirou 25 pontos da vantagem que Alonso possuía na Alemanha.

Alonso lembrou que a natureza do traçado de Cingapura, com seus 5.073 metros, devem levar a Ferrari a lutar pela pole, amanhã, e pela vitória, domingo, ao longo das 61 voltas da corrida. "Ficamos de fora da luta pela vitória nas últimas etapas mas aqui e nas próximas duas ou três devemos voltar a brigar lá na frente."

O espanhol já ganhou o GP de Cingapura em 2008, com Renault, naquele escândalo, em que o resultado foi fabricado, e em 2010, pela Ferrari. Hamilton foi primeiro em 2009, com McLaren. Em 2011, deu Sebastian Vettel, da Red Bull.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.