Alonso prevê grande crescimento da Ferrari

O melhor tempo no último dia de treinos em Jerez de la Frontera, ontem, não ilude Fernando Alonso: "Exploramos até agora apenas 20% do potencial na nova Ferrari''. O espanhol usou pneus macios e registrou 1min18s777 de manhã, quando a pista estava mais rápida. "Além de descobrir mais do carro, temos de trabalhar na sua resistência. Completamos apenas 39 voltas em 8 horas de testes."

O Estado de S.Paulo

11 de fevereiro de 2012 | 03h07

Ele afirmou que a equipe se apresentará para os testes dos dias 21 a 24, em Barcelona, em condição bem melhor que em Jerez. "Fomos obrigados a completar 60 ou 70% das voltas aqui em velocidade constante, para os técnicos levantarem dados.''

Bruno Senna, com a nova Williams, percorreu 125 vezes o traçado espanhol, com direito até a uma simulação de corrida ainda na primeira série de treinos com o FW34. "O carro é dócil e confiável'', afirmou. Na melhor passagem Bruno registrou 1min20s132, oitavo, a 1 segundo e 255 milésimos de Alonso. "Temos uma boa base para crescer.''

O RB8-Renault da Red Bull já se mostra veloz. O bicampeão Sebastian Vettel obteve o tempo de 1min19s606 (50 voltas), terceiro melhor. O alemão comentou que há diferença importante para o monoposto de 2011. "Não temos aquela pressão aerodinâmica impressionante. O regulamento mudou.''

A Toro Rosso, com o seu novo STR7-Ferrari, voltou a causar boa impressão ontem. O talentoso e jovem francês de 21 anos, estreante na Fórmula 1, Jean-Eric Vergne, estabeleceu o segundo tempo do dia, 1min19s597 (80 voltas). / LIVIO ORICCHIO

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.