Alpinistas italianos são resgatados com vida no Himalaia

Kehrer e Nones ficaram isolados em uma montanha no Paquistão depois que seu guia morreu em uma queda

EFE

24 de julho de 2008 | 10h06

Os alpinistas italianos Simon Kehrer e Walter Nones, que estavam presos na montanha paquistanesa de Nanga Parbat, no Himalaia, foram resgatados com vida por um helicóptero das forças armadas do Paquistão depois de nove dias isolados, informou nesta quinta-feira, a imprensa local. Os meios de comunicação do Paquistão disseram que os dois alpinistas se encontram em bom estado de saúde, embora estejam exaustos. O helicóptero, que resgatou primeiro Simon Kehrer e depois Walter Nones, levou os dois italianos a uma base, onde eles esperam para ser levados a um hospital de uma cidade próxima. Nones e Kehrerficaram estavam isolados desde 16 de julho, depois que seu guia, Karl Unterkircher, morreu em uma queda na montanha. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.