Alpinistas são recebidos como heróis

Os alpinistas Vitor Negrete e Rodrigo Raineri tiveram ontem um dia de heróis em Campinas. Os dois foram os primeiros brasileiros a alcançar o pico mais alto da América Latina, o do Aconcágua, na Argentina, pela face sul. Foram 6.962 m pela rota mais complicada na escalada daquela montanha. No entanto, nenhum deles trouxe a já esteriotipada foto no cume do Aconcágua segurando a bandeira do Brasil, nem uma outra prova concreta de que realmente conseguiram a façanha."Nossa máquina quebrou no meio do caminho. O que quero deixar bem claro, porém, é que escalamos apenas por prazer. Nunca quisemos provar nada para ninguém. Claro que com a repercussão as pessoas querem cobrar provas de que chegamos lá em cima. Estamos muito tranqüilos, porque conseguimos realizar um desafio pessoal", explicou Rodrigo, de 32 anos.Leia mais no JT

Agencia Estado,

11 de janeiro de 2002 | 09h32

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.