Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Alvo do São Paulo é o Flamengo

?Trampolim? para não se afastar do líder é vencer o Palmeiras amanhã

Giuliander Carpes, O Estadao de S.Paulo

12 de julho de 2008 | 00h00

O Campeonato Brasileiro ainda está no início - neste final de semana será disputada apenas a 11ª de 38 rodadas -, mas o técnico Muricy Ramalho já admite: uma derrota no clássico contra o Palmeiras, amanhã, no Morumbi, pode ser crucial para as pretensões de título do São Paulo. Nada, contudo, relacionado ao adversário em campo. "O Flamengo está jogando muito bem", diz. "É fundamental uma vitória para evitar que eles se distanciem na frente. "Os cariocas estão na liderança da competição com 23 pontos. Caso vençam o Vasco, também amanhã, pulam para 26. Se o tricolor - que tem apenas 14 - perder, a diferença entre os dois times chegaria a perigosos 12 pontos. "Até nove pontos ainda temos condições de buscar. Agora, se abrir mais, fica complicado pela qualidade que tem o Flamengo", concorda o zagueiro Alex Dias.O confronto contra o Palmeiras assume ares de decisão. "O empate já seria muito ruim para o São Paulo", salienta o zagueiro. "E um clássico não é uma partida como qualquer outra. Se perdermos, a cobrança vai aumentar muito." Muricy lembra ainda de um ponto importante para definir as chances de cada time no Brasileiro: a possibilidade de desmanche até o dia 31 de agosto, quando acaba a janela de transferências. "Por enquanto, o Flamengo só perdeu um jogador, o Renato Augusto. Se ficarem só nisso, continuarão com um time forte", destaca. Já o São Paulo corre o risco de perder os zagueiros Miranda e Alex Silva, além do meia Hernanes, para o futebol europeu. MIRANDA FORA POR UM MÊSO zagueiro Miranda não precisará mesmo passar por cirurgia, como se chegou a temer depois que prendeu o pé na grama e teve um entorse no joelho na derrota (2 a 1) ante o Náutico, nos Aflitos, na quarta-feira. Segundo o médico José Sanchez, um exame de ressonância magnética apontou apenas um traumatismo no ligamento colateral medial. A recuperação já está em andamento e o retorno deve acontecer em um mês. "Vamos fazer avaliações semanais", contou o especialista. "Se tudo ocorrer dentro do planejado, ele volta neste período. Vai depender muito dele."Muricy comemorou o tempo de recuperação. "Pensei que seria algo pior. Não deixa de ser grave, mas não ter que operar já é um lucro."

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.