Ana Cláudia é vice na trave e Diego fica só em sétimo

A menina Ana Cláudia Silva garantiu o pódio brasileiro ontem, no último dia de finais da etapa de Maribor, na Eslovênia, da Copa do Mundo de Ginástica Artística. Finalista do torneio individual geral na Olimpíada de Pequim, a potiguar de 17 anos conquistou a medalha de prata na disputa da trave, com a nota de 13,550. O ouro ficou com a russa Kristina Goryunova (14,350). Ethiene Franco foi a 5ª colocada na final do solo com 13.350 pontos, mas foi bronze nas barras assimétricas repetindo o feito de Cottbus.Diego Hypolito não conseguiu repetir o bom resultado do sábado, quando foi campeão do solo. Ontem, na disputa do salto, sofreu uma queda e ficou com a 7ª colocação - somou 14,875 pontos, ante 16,000 do campeão Stanislav Valiyev, do Casaquistão. Apesar de a prova não ser a especialidade de Diego, o ginasta havia conquistado a prata na etapa de Cottbus, mês passado. "O salto não era um objetivo tão grande quanto o solo", afirmou o brasileiro, que espera executar sua nova série, batizada de Hypolito 2, na próxima etapa da Copa do Mundo de Ginástica, em Glasgow, na Escócia .O ginasta não conseguiu executar seus movimentos em duas chances que teve. No primeiro salto, a aterrissagem não foi perfeita após executar uma reversão com duplo mortal para frente com dupla pirueta. No segundo, o brasileiro caiu de joelho após tentar um tsukahara com pirueta dupla. Nas paralelas e na barra fixa, os vencedores foram o esloveno Mitja Petkovsek e o holandês Epke Zonderland, respectivamente.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.